quarta-feira, 1 de junho de 2011




A casa da saudade chama-se memória: 
é uma cabana pequenina a um canto do coração

2 comentários:

Ane Gaúcha disse...

Ahhhhhhhh e nessa cabana cabe tanta coisa...
Lindo post, Bell!!!
Beijos e ótimo fim de semana!!!

Marisete Zanon disse...

Cabe tanta coisa mesmo...nós que temos que escolher o que cabe nela. Que delícia vir aqui, aconchegante e muita coisa boa!
Bons dias pra ti!