sexta-feira, 5 de agosto de 2011



 



Se eu esperar pelos céus tempestuosos, 
você não distinguirá a chuva
das lágrimas nos meus olhos,
Você nunca saberá que eu ainda te ama tanto.

Nenhum comentário: