segunda-feira, 4 de março de 2013

Há coisas que têm que morrer, para que dêem lugar à vida. 
Isso acontece constantemente em nossos relacionamentos. 
Se o orgulho não morrer, não nasce o perdão. 
Se a inveja não morrer, não nasce cooperação. 
Se o ódio não morrer, não cresce o amor. 
Vale a pena fazer um balanço do que deve morrer e do que deve viver em nossos relacionamentos. 
Vale a pena deixar morrer as sementes às quais nos agarramos e que, por isso, nada produzem.

3 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Bell, é isso mesmo. É preciso que a semente morra para que a planta nasça e também foi preciso que Jesus morresse para que pudéssemos optar pela sllvação.
Muito inspirada a sua postagem.
Beijos
Manoel

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Linda mensagem!

Talita disse...

Que a semana comece bem pra todos nós. Que as experiências nos alarguem por dentro e nos melhorem… sempre. E que haja alegria. E serenidade quando houver dor. Porque isso tudo é só uma parte do processo. Desse eterno processo. Não percam o foco, nem a esperança. A meteorologia nem sempre está certa…

Marla de Queiroz

Boa semana! Beijos!!