sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Eterno...


Sei lá, têm certas coisas que acabam,
mas que nunca terminam.

Quer dizer, a gente se separou,

não somos mais um casal, não fazemos mais parte 
dos planos um do outro,mas, 
tem uma boa parte de tudo isso,

que insiste em não passar.

Nunca vai passar.

Prometemos um amor infinito. Falhamos.

Não foi infinito, mas tornou-se eterno,se é que existe 
alguma lógica nisso.

O que estou tentando explicar é que,lá dentro
bem lá no fundo  mesmo,o nosso amor sempre vai existir.

Porque quando é amor, nunca acaba.

Tudo o que você amou na vida,

mesmo que seja só por um dia,vai durar para sempre.

Você pode tentar pintar de ódio,dizer que tanto faz,
 que não tem mais importância 
ou tentar guardar no fundo do peito.

Você pode tentar substituir por outro alguém,

pode até tentar transformar em críticas,

em lágrimas, em brigadeiro, em álcool…

A verdade é que, se foi amor, sempre será.

Não acredito nesse lance de que só se pode 
amar uma vez na vida, mas sim,em amores únicos.

Não se pode amar nada igualmente.

E, por isso, nunca vai existir nada como você. 
Nada como eu. Nada como nós.

Somos o único caso igual a nós na face da Terra.

A nossa história ninguém pode apagar, copiar, reviver…

Será sempre nossa.

Vai doer te ver com outro alguém.

Vou chorar quando nossa data chegar, 
quando abrir o guarda-roupas
 e ver a blusa que você me deu,

quando algum sorriso por aí me lembrar o seu.

Claro que dói. Mas, passa.

Parece que nunca vai passar.

Mas, passa. Não morre. 
Nunca morre. Não acaba. Mas, alivia.

O tempo ensina a amar de novo.

Não existe dor tamanha que o ser humano
não aprenda a conviver.

E eu já estou aprendendo a te transformar em um sorriso.

Você é, e sempre será, 
uma das melhores cenas do meu filme.

E, vez ou outra, gosto de estourar um pacote de pipocas 
e ficar nos assistindo na tela da memória. 
Confesso que hoje terminei de ver com as pipocas encharcadas.

Deve ser aquela parte do filme que o mocinha 
sofre antes que as coisas comecem a dar certo para ela. Espero



38 comentários :

  1. ;)

    É... O amor tem dessas!

    Ótima sexta!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  2. Pois é minha amiga nem tudo acaba bem, mas o importante é que o próximo "filme" seja melhor e bata certo.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. O amor é assim,muitás vezes nos enganamos,mas outros melhores virão.
    Bjs Bell e lindos feriados.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Nem tudo acontece como queríamos.. Gostei de ler

    beijo bom fim de semana

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo e verdadeiro,Bell! bjs, chica

    ResponderExcluir
  6. Texto lindíssimo e emocionante, Bell!
    De qualquer forma... mesmo quando se erra... amando a pessoa errada... terá sido o erro mais bonito, que já fizemos.
    Amar não tem nada de errado... mesmo quando as coisas não dão certo.
    Beijos, Bell!
    Um óptimo fim de semana para você!
    Ana

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo!!!!!!! Abençoado final de semana!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que poema tão bonito! Cheio de romantismo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto..

    Beijo
    ;)
    www.umalindapromessa.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Bell,
    Lindo texto repleto de amor!
    O sol brilhará sempre!
    Beijinhos e bom final de semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  11. Amei o Blog se puder da uma visitada no meu : http://teencalm.blogspot.com.br/
    Beijos <3 :*

    ResponderExcluir
  12. Bell, aqui nunca li algo escrito assim, com sua alma sendo exposta de forma brilhante, sobre o amor, é mesmo assim, eu nunca me separei do meu amor nem por momentos, fazemos quase tudo juntos, algumas viagens que fiz sem ele e ele sem mim foram de nos deixar em aflições só de pensar que seria a morte viver um sem o outro, entendo muito bem isso de amor eterno, acho que é o caso do seu, seu amor eterno, amor é mesmo isso, amor não acaba jamais, podemos até amar outras pessoas, mas os amores de nossas vidas são verdadeiros e isso é muito bom,isso é vida!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Oi Bell, o amor dificilmente é o primeiro namorado e sim aquele que faz a diferença na sua vida.
    É aquele que divide tudo e se um dia ele faltar, a dor será tamanha que um balde será grande se tornará pequeno para engolir toda a nossa lágrima, Mas a vida tem que continuar, pois existem pessoas que precisam de nós e de repente aparece outro amor não é o mesmo, mas nos tiram de uma sofrível solidão.
    Pais morrem, filhos crescem criam asas, criamos também e assim o ciclo da vida se perpetuará.
    Um lindo dia para você, filhota
    Avante sempre não olhe para trás.
    Beijinhos
    minicontista

    ResponderExcluir
  14. É Bell, coisas do amor! O relacionamento acaba, mas a história de vida fica tatuada na alma e qualquer coisa nos faz lembrar do que foi vivido! Eu bem que tentei "apagar" lembranças: mudei móveis de posição, troquei todos os enfeites e doei para o bazar da igreja tudo o que me lembrava ele, mas é como falei: ficou tatuado na alma! Graças a Deus não sofro mais com as lembranças! Bjks e bom feriadão! Tetê

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto como sempre Bell:)
    Beijokas da Camila e Carol
    já estamos de volta e já tem novidades
    Vamos Papear 

    ResponderExcluir
  16. Oi Bell!
    Eterno amor, né?
    Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  17. Bell querida, sei bem como te sentes, achei lindo tudo que escrevestes e verdadeiro.
    Mas fique tranquila, você vai ficar bem.
    Teve muitos comentários ótimos aqui, as pessoas sabem bem o que é isso, a dor do amor... então creio que falaram ao teu coração.
    Deus está contigo e cura as tuas feridas, pois Ele é o nosso grande amor!!!
    Um beijo bem carinhoso e um feliz sábado.

    ResponderExcluir
  18. Bell...
    Não sei se este texto é pessoal, mas é muito forte, lindo e verdadeiro...
    Cada palavra bem colocada... perfeito!

    Beijoo!

    http://laresmeraldafeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Quando o amor acaba, para um, sempre fica a sensação de que o mundo vai desabar sobre aquele que ainda ama. Mas sabe de uma coisa? Minha avó sempre dizia que um desgosto de amor, se cura com outro amor.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  20. Oi querida amiga Bell, que lindo!
    É difícil, mas o futuro supera tudo!
    Tenha uma excelente final de semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  21. Que belo texto amei, tenha um final de semana abençoado.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Teus textos são sempre lindos... parabéns pelo talento ! :)

    Beijo lindona !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Canal no Youtube |

    ResponderExcluir
  23. Linda postagem, Bell. bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  24. Obrigado minha querida :)

    Oh Meu Deus! Vir ao teu blog é como ter um momento de paz e tranquilidade com estes textos tão puros!!! <3

    NEW TIPS POST | Basic and Daily Make Up
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  25. Quando existe amor...não devia haver lugar para a separação...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  26. Um texto muito terno. adorei

    Bom final de semana- beijos---Visite-nos... Texto do Gil António..
    http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  27. Oi Bell... Um oi das férias... O amor tem que ser cativado dos dois lados... Aliás, quando é o "cordão de três dobras" é bem resistente! Bjs

    ResponderExcluir
  28. Bom dia, Bell, ando meio chorona, ultimamente e me emocionei ao ler seu poema.
    Penso que realmente, dentro de seu coração, haja razão para refletir desta forma, pois o amor se esconde dentro de nós. Maravilhosa a sua maneira de escrever tão fortemente sobre o assunto, que com certeza, ainda dói e muito. Comer pipocas encharcadas com as lágrimas....
    Espere!!!!!!!!!!!!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  29. Olá amiga!
    Passando para deixar o meu abraço desejar um feriadão feliz e de muita paz e rever suas postagens sempre maravilhosas. Lindo poema! Como é bom quando eternizamos algo que nos fez feliz ou que nos deixou grandes lições.
    Abraços, fica na paz de Deus.
    Lourdes Duarte
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Boa tarde amiga Bell!!!
    Que lindo seu texto...emocionante.
    Menina, sabe que tem puro sentido tudo o que escreveu...é bem assim mesmo...
    Tenha uma ótima semana!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  31. Sim, não quer dizer que só se passa amar uma vez na vida; há, é amores únicos...

    beijo amigo

    ResponderExcluir
  32. Olá querida, passei por aqui para agradecer sua doce presença
    no meu cantinho.Obrigada !!!
    Abraços, Marie.

    ResponderExcluir
  33. Olá Bell
    O tempo ensina a amar de novo. Um forte abraço amiga.

    ResponderExcluir
  34. O que alguém sente é o que sente, e essa é a verdade desse alguém. Então, a Filosofia, a Psicologia, a Lógica, tantas outras Ciências, a Vivência, e mesmo a Verdade, elas não têm o menor poder de mudar, reparar ou ao menos explicar de modo diferente do que aquilo que aquele alguém sente. Então, é o sentir é belo e pronto. Eu estudo a ‘correspondência’, entre outros atributos de sentimentos humanos, há quinze anos. Mas nem isso se impõe ao sentimento particular de alguém. Nossa verdade é do jeito que queremos que ela seja, do jeito que a sentimos. Nessa altura do filme, perguntaria o curioso à mocinha: se assim é, e se tudo isso é verdade, por que pipocas e lágrimas?! E o mandaríamos lamber sabão! É melhor ele fazer isso, que explicarmos (especialmente por outro alguém!) o que não teria explicação...
    Foi um dos textos mais belos, profundos, tristes e humanos que já escreveste! Beijosssssssssssss, sol

    ResponderExcluir
  35. Emocionante o seu desabafo, Bell
    Muita força, querida.
    Tenha uma abeçoada semana.
    Fica bem.
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  36. Excelentes palavras Bell. Refletivo mas não pouco...

    ResponderExcluir