sábado, 14 de agosto de 2010

Clarice Lispector

Que medo alegre, o de te esperar.

Nenhum comentário: