sábado, 14 de agosto de 2010

Dá-me tua mão e não me importarei com a distância a ser percorrida.
Seguiremos juntos até onde existir vida.

Nenhum comentário: