quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Paulo Coelho


 Que minhas lágrimas corram para bem longe,
para que meu amor nunca saiba que um dia chorei por ele.

Nenhum comentário: